07/02/07

Isto é que é amor, ok?

«Um grupo de arqueólogos em Itália encontrou dois esqueletos humanos abraçados, sepultados há 5000-6000 anos. Os dois esqueletos devem ser de um homem e de uma mulher, embora isso ainda necessite de confirmação. O casal morreu jovem porque a maioria dos seus dentes estava intacta e pouco desgastada».

(in Público)

26 comentários:

ergela disse...

Hoje em dia morre-se tarde e geralmente sózinho.

menir disse...

Por muito romântica que a história seja, podiam ser amigos ou irmãos... Só para desdramatizar...

susana disse...

afinal o amor é eterno...

Custódia C.C. disse...

Fosse lá o que fosse, a verdade é que atravessou uns milénios :)

tamagoxi disse...

Duas pessoa abrasadas na morte não deve ter sido coisa muito boa

Luís disse...

Eu diria q se a dentição está intacta e não desgastada é pq morreram de fome.
Just a JoKe...

Luís F disse...

É amor, é… o verdadero amor eterno (ou quase eterno)

Pedro Soares Lourenço disse...

...sem duvida.

Miguel S. disse...

Bem, vamos lá imaginar que foi mesmo isso. Sempre é uma visão mais apaziguadora do que o abraço se ter devido a circunstâncias menos felizes.

joaninha disse...

Concordo... embora as coisas possam não ter tido contornos tão românticos. Sim, mas vamos ser positivas :)

Beijinho*

Bikoka disse...

Prefiro morrer tarde e sozinho que abraçado a alguém e com os dentes pouco gastos (pensamento que me surgiu ao ler o comentário de Ergela).

rps disse...

A Snu e o Sá Carneiro também morreram abraçados.

suzi disse...

é amor.
mas é sinistro...

: ) disse...

é
curioso

asdrubal tudo bem disse...

Seria amor ou pânico?

lovely disse...

Depois de saber a verdadeira história de Inês de Castro, estou por tudo. Cá para mim, eram irmãos e estavam borraditos de medo.

1entre1000's disse...

o amor é lindo... lol

bolaxamaria disse...

É bonito, n há dúvidas... tb n me importava de morrer assim :)

cr disse...

Mesmo amigos, irmãos,primos, vizinhos, etc..não deixa de existir " ali " qualquer coisa...agora se é amor, medo, frio...vá lá saber-se... (é só dar mais um tempinho aos cientistas)

Jornalista da època que se salvou disse...

O DESFAZER DO MITO

Relato da época encontrado num pequeno gravador Grundig ao lado das vitimas:

- mano, estão a tocar á porta, quem será a esta hora?

-Chiu, vamos escutar.

mãe das crianças: filhos escondam-se debabixo da mesa grande da sala, Vêem aí, uns tipos das Finanças a mando do tribunal,vão levar tudo.

Filhos: Ai meu Deus e nós com uns dentinhos ainda tão novinhos, que vamos fazer?

mãe: Já para baixo da mesa, pé de galo.

Trimmm Trimmm (continua a tocar)

A mãe abriu a porta e entraram dois homens ,vestidos de negro, com um pin na lapela com a fotografia de Sócrates.

1º.Homem: Mulher, afasta-te, vamos levar tudo, para pagar a tua divida ás finanças.

2º.Homem: Vou já carregar o LCD, o DVD.
Mulher com as mãos na cabeça : Por favor, não nos façam mal...

Homens em côro: " nos "? então não estás sózinha, minha grande caloteira...terás filhos com uma dentição perfeita ?

Miúdos debaixo da mesa agarradinhos: Pôrra, lixados pela própria mãe, bem que diz o pai, que ela não consegue ficar com a boca fechada...

Nisto, tudo começou a tremer, abriu-se um enorme buraco no chão, enormes colunas que sustinham o tecto e as paredes abateram-se sobre a mesa pé de galo.Um terramoto Grau 25 destruiu toda a habitação,ficando tudo desfeito numa enorme nuvem de poeira.

zhumrhumzhhhhhh ( resto da fita gravada )

Bruna Pereira disse...

Ó... Que lindo!
Há mortes bonitas, não há?

Um beijinho :)

Noz disse...

Apraz-me dizer que se tinham os dentes quase intactos, não se comeram muito.

B.A.B.E. disse...

é um desses ali pa mesa do canto, faxavor!!!

Alien David Sousa disse...

Hummmmmm Ok!
Beijos alienígenas

Mocho_ao_Luar disse...

Romeu e Julieta...foi como ficaram conhecidos!
Estória de amor, ou tragédia?!

lovely disse...

Tive de voltar. Vi a foto. Sim, era amor. Ela estava deitada de costas, ele ao lado, ambos com o rosto virado um para o outro e de mãos dadas. (Ver VIP desta semana)