06/11/08

Vou dar-lhe mais uma oportunidade. Mas desta vez será a última

«A história do livro confunde-se com a de Salomão, o elefante indiano que D. João III resolveu oferecer, em 1551, ao arquiduque austríaco Maximiliano II, então regente de Espanha. No centro de tudo está a odisseia do «bruto paquiderme» através da Europa: do cercado em Belém à corte de Viena, passando por Figueira de Castelo Rodrigo, Valladolid (onde é entregue aos cuidados do arquiduque) e os terríveis Alpes, onde a passagem do Isarco ou o desfiladeiro de Brenner mais se assemelham a armadilhas de neve e gelo».

Excerto do texto assinado por José Mário Silva na edição de Novembro da LER (aqui ) sobre o último livro de José Saramago

5 comentários:

Francis disse...

No more chances.

Custódia C.C. disse...

No que diz respeito a Saramago, tenho grandes amores e grandes ódios. Confesso que este último não me seduz nem um pouco!

Luís F. disse...

Pois eu sou fã incondicional e mal posso esperar pelo lançamento do livro!

1entre1000's disse...

hummmm nao sei nao sei...

Ana disse...

Afinal, parece que estamos numa de "trombas"! :-)