12/02/07

O dia de ontem

Irritam-me os portugueses que têm opinião sobre tudo e sobre todos mas depois não saem do sofá para ir votar. O tom comedido com que reagiu aos resultados do referendo só ficou bem a José Sócrates. A frase "Venceu a cultura da morte! 11 de Setembro, 11 de Março, 11 de Fevereiro. Datas manchadas pela morte!" escrita por uma tal de Mafalda no Blogue do Não é simplesmente deplorável. Achei um bocadinho despropositadas as explosões iniciais de alegria dos movimentos do Sim. A TVI voltou a misturar alhos com bugalhos que é como quem diz referendos ao aborto com sondagens eleitorais e opiniões sobre a eutanásia e o casamento entre homossexuais. Pacheco Pereira volta a provar que é o rei dos desdobramentos: tão depressa fala na SIC como posta no Abrupto. O facto mais insólito do dia não foi ver Jorge Sampaio a presidir a uma mesa de voto mas sim a ser entrevistado pela Al Jazeera.
Em síntese, 2,238 milhões de portugueses - eu incluída - defendem que uma mulher que aborta não é uma criminosa. Parece-me um excelente princípio.

24 comentários:

Custódia C.C. disse...

Concordo com a tua conclusão!
Enerva-me a enorme abstenção!

1entre1000's disse...

Vá inspira respira, inspira respira... relaxa!!! Sei que estas coisas nos deixam indignados eu sei... a mim também mas é o pais que temos... por isso inspira respira, lentamente... que ajuda a amenizar a neura... ;)

Alexandra disse...

Sem dúvida!

Quanto às explosões de alegria iniciais, parecem-me compreensíveis. Naturais de quem se entrega a uma causa e trabalha por ela. Desculpáveis. Eu tive uma. Apesar de não ter sido exteriorizada, fiquei feliz!

Araj disse...

Em Portugal todos acham que está tudo mal, mas não fazem nada para mudar.... estão sempre à espera que os outros o façam...

Zorze disse...

Embora tenha apoiado o sim, esta não é uma questão que me coloque numa posição extremista. Também percebi e respeitei alguns argumentos do não e não tenho vergonha nenhuma em o admitir. O aborto é uma acto tristíssimo - mesmo! Todavia, não se pode chamar criminosa a uma mulher que já se condena dolorosamente a si própria. Beijos *** Sim, a abstenção só faz sentido para as legislativas e presidenciais!

menir disse...

Será que as pessoas não percebem que o voto em branco existe para alguma coisa?
Tem que se criar mecanismos de luta contra a abstenção, é terrível apecebermo-nos que aquilo que nos move a outros deixa impassível...
As explosões de alegria existiram no momento crucial em que nos apercebemos de que algo mudou, ninguém fez bandeira disso nem se dedicou a festejos despropositados...
Essa senhora Mafalda foi protagonista do momento de pior gosto da noite, nem existem comentários possíveis a essa declaração.
Mas aquilo que achei mais curioso foi que de repente os movimentos do Não (exceptuando essa dita senhora Mafalda) subitamente deixaram cair as demagogias e começaram a falar como pessoas normais (não sei o que é mais assustador). Sabem que não querem perder a corrida à proposta de lei então o discurso deixou de ser o mesmo...
Entretando hoje circulam em alguns lados ironias escusadas:
http://ablasfemia.blogspot.com/2007/01/super-8-stories-by-emir-kusturica-and.html

cr disse...

O ACTO DE ABSTENÇÃO NUNCA FAZ SENTIDO...

(Especialmente para quem assistiu com fervor ao raiar da democracia, em 1974)

Aprendam todos a ser crecidinhos e a dizer SIM, NÃO ou a mostrar revolta no VOTO em BRANCO.

Mas ,sempre, sempre, sempre na URNA.

: ) disse...

pois o dia de ontem não foi tão mau assim
ganhou o sim " "
que história é essa do jorge sampaio ser intrevistado pela aljaz ?

susana disse...

Essa senhora Mafalda conseguiu irritar-me mais do que a abstenção

tulipa_negra disse...

incluo-me, orgulhosamente, nesses 2,238 milhões... :-)
(orgulhosamente não pelo meu voto, mas por ter cumprido o meu direito e o meu dever)

beijocas e boa semana

INDIGENTE ANDRAJOSO disse...

e é mesmo um bom principio

Miguel S. disse...

Mesmo longe, fiquei feliz com o resultado, mas através da SIC Internacional tenho acompanhado um pouco da ressaca pós-eleições e não tem sido nada bonito. Melhor: continua a não ser nada bonito e pouco edificante o tipo de argumentos encontados. bjos

CambalhotaMatinal disse...

Bem, desconhecia tal frase, tal como desconheço essa tal de Mafalda… mas creio que ela foi apenas mais uma, dentro dos que contribuiu para a “astronómica” abstenção!
fc

rps disse...

De acordo com a futura legislação, uma mulher que aborte às 11, 12 ou 13 semanas de gestação é uma criminosa.

Pedro Fonseca disse...

rps, a partir de agora já não vão haver razões para as mulheres abortarem após as 10 semanas. Além disso, já se sabe que tem que haver um limite para tudo. Eu entendo que devia ser mais extenso, mas 10 é melhor que nada!

Concordo contigo a 100% Marta. Não compreendo a abstenção num país em que chovem criticas aos políticos permanentemente.

Alba Regina disse...

Concordo!!! ;)

Bikoka disse...

Tão deporável como a frase dessa tal senhora Mafalda, foi o discurso de vitória do Dr. Anacleto Louçã.
De ambos os lados existem "cromos".
Eu votei não.

ergela disse...

Quem ganhou claramente foram as mulheres e a liberdade.Registei com agrado o exemplo de humildade e pedagogia democratica do presidente Sampaio.
:))

Bruna Pereira disse...

Sim, há pessoas cujas opiniões arrepiam ainda a meio da frase:

"Fazer um aborto é como disparar um tiro na cabeça do próprio filho"

Ouvi isto na TV e fiquei de pedra...
Um beijinho :)

Miss Alcor disse...

Mais uma vez, Portugal mostrou-se tal e qual como é!

A enorme abstenção (tantos anos sem possibilidade de votar e agora não votam!) e transmissões televisivas que sem sabermos bem como, mostram que quem saiu a ganhar deste referendo foi o PCP... e eu a pensar que quem ganhou foi o sim!

Canochinha disse...

Concordo plenamente com tudo o que foi dito.

Bom blog! Hei-de voltar:)

migvic disse...

Não percebo como é que alguém pode deixar que sejam os outros a dicidir...mas até posso compreender.

O que não percebo é como essas pessoas têm a lata de falar das coisas que não lhes dizem respeito...não votam, não falam...

Alien David Sousa disse...

Marta, eu vi MUITOS Blogs a apelarem à ABSTENÇÃO! Preciso dizer mais?
Beijos

bolaxamaria disse...

Acho incrível como as pessoas se estão a borrifar para o facto de terem o dever e o direito de expressar a sua opinião.

Juro que não compreendo isso...