28/02/08

Com dedicatória (e a visada saberá reconhecer-se nela)

«Obstáculo foi coisa que jamais me importou; procurei sempre seguir nisto a lição dos rios: tiram a extensão e variedade de seu curso daquilo que se lhes opõe; ou das pedras: depende do que somos esbarrarmos nelas e nos queixarmos ou subir-lhes em cima e ver mais longe»
Agostinho da Silva

12 comentários:

Custódia C.C. disse...

Não tenho dúvidas nenhumas!

Luís F. disse...

Bingo!!

(A visada reconhecer-se-á...)

nelio disse...

exactamente. agostinho da silva deveria der mais citado neste país

Anónimo disse...

Reconheci-me, reconheci-me...
e mudando de assunto, as prendinhas,as prendinhas....
nhac nhac nhac nhac..... não aguento esperar, ainda faltam tantas horas...

:(

Sara disse...

Subir as pedras, sempre.

1entre1000's disse...

palavras sábias...

Suzi disse...

pode até ter endereço certo mas essa coisa de subir nas pedras e ver mais longe nos serve a todos!

;o)

Anónimo disse...

Lindo! Por onde andaste Marta-Astro-Que-Flameja, que não te descobri?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Joaninha disse...

Aprender com os rios... excelente lição :)

joaninhadepapel.blog.com

Francis disse...

um pensador brilhante...
ainda me lembro das entrevistas dele na RTP.

-pirata-vermelho- disse...

Pois!... O mestre Agostinho...
mas
o rio contorna a pedra, não 'lhe sobe em cima'. E se subir, escorre(ga) logo.